Uma demissão por justa causa só pode ocorrer quando um empregado comete uma das faltas graves previstas na legislação trabalhista.

No entanto, quando um empregado comete uma falta grave,  o empregador possui um curto espaço de tempo para decidir se irá ou não dispensar o funcionário por justa causa.

Esse curto espaço de tempo que o empregador possui se dá por um simples motivo: A simples demora em aplicar uma dispensa por justa causa configura o perdão tácito à falta cometida pelo empregado.

Dessa maneira, ao tomar conhecimento da falta cometida pelo obreiro, o Empregador deve decidir rapidamente se aplicará uma dispensa por justa causa, sob pena de perdão tácito da falta.

Caso o Empregador demore a tomar a decisão e resolva dispensar o funcionário posteriormente, estaremos diante de uma demissão sem justa causa.

Não há como afirmar o tempo exato para aplicação da justa causa, mas deve ser, no máximo, poucos dias após o cometimento da falta grave.

Fiquem atentos e compartilhem!